A travessia do deserto do Sudão

10/06/2009

Estou em Wadi Halfa, a última cidade no Sudão antes da fronteira com o Egito.

Chegar aqui não foi fácil.

Desde Cartum, foram 43 horas num trem caindo aos pedaços, que não passava dos 30 km/h.

Na parte mais quente do dia, tínhamos de fechar as janelas, já que o vento do deserto tornava-se insuportável.

Dividi uma cabine com seis pessoas, e assim era a primeira classe – na segunda, oito pessoas compartilhavam uma cabine de mesmo tamanho.

Fazíamos turnos para dormir durante o dia, revezando-nos nos bancos. Enquanto dois dormiam, os outros se acocoravam nos corredores ou iam à cafeteria.

Uma hora, tentei ler um livro, mas era quente demais.

O melhor a fazer era espiar a paisagem. Por um bom trecho, a ferrovia avança pelas margens do Nilo, onde há numerosas vilas, cada uma com uma mesquita mais charmosa do que a outra.

Já na parte final da viagem, o trem deixa o rio de lado e mergulha no Saara.

A monotonia da paisagem então só é quebrada por algum morro ao longe, pelas ruínas de uma vila abandonada,  pela ossada de algum animal.

À noite, os dois mais idosos se deitavam nos bancos, e os outros quatro nos espalhávamos pelos corredores.

Quando nos levantávamos, estávamos inteiramente cobertos de poeira.

Nas poucas paradas, descíamos às pressas para reabastecer os nossos estoques de água.

No primeiro dia, mais quente, bebi cinco garrafas de 600 ml e duas de 1,5 litro. No segundo, sete de 600 ml e uma de 1,5. Ao todo, 11,7 litros.

Chegamos a Wadi Halfa hoje, às 2 da manhã. Não há hotéis na cidade, apenas alojamentos.

Os hóspedes arrastam as camas para fora dos quartos, onde é mais fresco, e dormem sob as estrelas.

Daqui a duas horas estarei no lago Nasser, num navio a caminho de Assuã, no Egito.

Serão mais 18 horas de viagem – mas, desta vez, rodeado de água, livre do calor e da poeira do deserto.

***

DSC06388

O Saara

DSC06300

Estação à beira do Nilo

DSC06368

De manhã

DSC06320

Vila à beira do Nilo

DSC06315

Mesquita

DSC06425

O trem (os retratos são dele mesmo, Omar al-Bashir, o ditador do Sudão)

DSC06424

Ruínas de vila abandonada

DSC06385

A minha cabine

DSC06407

Mais Saara

DSC06403

Ossada

DSC06346

O Nilo

DSC06365

Mahmoud, o meu companheiro de cabine, tentando dormir

DSC06462

A pousada em Wadi Halfa

Anúncios

17 Respostas to “A travessia do deserto do Sudão”

  1. Fantástico este post! Que viagem, hein?

  2. Filipe Torquato said

    Fantástico mesmo, pena que a viagem está no fim…

  3. Mauricio said

    Belo equilíbrio entre texto e imagens. As fotos ilustram com um algo mais o que as palavras tentam relatar.

  4. João,que bárbaro! Cof,cof,cof,cof,foi o pó da viagem que me deixou assim,hehehehehe
    Não falei que riria agarrafa de 1.5 litros e eu bebia de um gole só,rapaz,inacreditável…………
    Camas fora??????creio que vc nunca mais vai esquecer essa imagem do céu,a minha nunca mais sai da cabeça de taõ lindo que foi,apesar da precariedade ……….
    Achei lindo esse trecho da viagem……e qual era a sua roupa para viajar?????
    Me pareceram simpáticas as pessoas,e o que comiam?(eu sempre preocupada com a comida,heheheh)
    bjs sonia

    • João Fellet said

      sonia, como a minha jelabia estava suja, fui de havaianas, bermuda e camiseta.
      comiamos lanches — pao e queijo, pao e geleia, mangas, laranjas…
      e as pessoas eram realmente bacanas. sem a boa companhia deles, teria sido muito mais dificil…
      bjs

  5. Consigo imaginar o sofrimento que tem passado com o calor. Todos os anos temos dias com mais de 40ºC e sei bem o que é e o que você quis dizer com “depois dos 40 tanto faz, 42, 45, etc”. Vai passar um documentário num canal de TV por aqui sobre um deserto na Etiópia onde há vulcões e é considerado o lugar mais quente do planeta. Estou aguardando com ansiedade, sobretudo depois de ler os seus posts.

    • João Fellet said

      Antonio, achei que voce vivesse na Tuga.
      Passei perto dessa regiao da Etiopia. Chama-se deserto de Danakhl, se nao me engano. Era perto da vila do Roba, sobre o qual fiz um post…

  6. Lara said

    Que droga! Tenho que parar de ler esses blogs sobre a África, senão terei de conhecê-la inteiramente antes de morrer!

  7. Fernando said

    Que bela jornada rapaz! Pena que está no fim. Tenho certeza que as memórias dessa viagem serão contadas aos seus netinhos!
    Você volta ao Brasil depois do Egito?
    Abs
    Fernando

  8. Sim João, vivo na Tuga. Porque duvidou? Por causa das temperaturas? É mesmo verdade, tem dias no verão que as temperaturas sobem bem pra lá dos 40ºC. Felizmente não costumam ser muitos dias seguidos mas nos últimos anos tem acontecido com mais frequência. No Inverno ao invés temos por vezes temperaturas próximo do 0ºC. No mês de Maio aconteceu passar dos 25ºC para os 37ºC de um dia para o outro.
    Que saudades da minha Malanje com clima ameno (25ºC) todo o ano.

    • João Fellet said

      Nao achei que a temperatura subisse assim na Tuga, Antonio. Ja estive em algumas cidades dai num verao e nao me lembro de ter passado tanto calor.
      Vive onde, precisamente?
      E essa passagem de 25 para 37 graus num dia deve ter sido terrivel!

  9. Afra said

    Que fotos lindas!!!
    Afe, li o post sobre o Senegal. Quase não escapa de novo de Cotidiano, hein? rs
    beijocas Afra

  10. […] Depois que deixei Mr. Brown, passei por alguns dos momentos mais difíceis da minha viagem: a emboscada no sul do Sudão, a tensa passagem pelo norte do Quênia (que ainda não narrei aqui) e a viagem de trem pelo Saara. […]

  11. Que interessante… Estou fazendo uma pesquise sobre o Sudão e ao me deparar com tão belas imagens, tive de conhecer o blog… É bom saber que pessoas podem desfrutar da delícia que é conhecer outros povos, outras culturas… Mesmo que, infelizmente, o pessoal do Sudão ainda está ideologicamente fechado por questões religiosas, políticas e culturais não deixa de ser um belo povo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: