Engenho

05/03/2009

Lembro-me sempre da descrição apaixonada do Kapuscinski em “Ébano” quando em pleno Saara, se não me engano, se deparou com uma cidade inteira construída a partir de cacos de vidro, pedaços de ferro, papel e madeira.

Esqueçam as pontes que levaram décadas para serem montadas, os arranha-céus ou os monumentos mais grandiosos já erguidos pelo homem, ele pregava. Aquela cidade, sim, era uma prova verdadeira da engenhosidade humana.

Acrescento aqui, modestamente, outro exemplo de igual grandeza. Encontrei-o ontem, numa das minhas caminhadas por Maputo.

dsc00709

Seu autor, desconhecido. A matéria-prima, deixo que analisem por conta própria.

(Post em homenagem ao amigo Marcelo Pliger)

Anúncios

Uma resposta to “Engenho”

  1. Adoro essas invenções africanas! De que adiantam os móveis com etiqueta “material reciclado” das lojas estilosas da Gabriel Monteiro da Silva se podemos reciclar os próprios móveis!! João, adorei o presente. Obrigado.

    ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: